Você está aqui: Página Inicial > Retrospectiva2019 > Apoio ao produtor

banners-hotsite-retrospectiva-03.png

Facilitar o acesso ao crédito rural. Essa foi uma das ações prioritárias do Mapa em 2019, para que o produtor brasileiro possa ter acesso a crédito barato, sem burocracia, e assim  produzir cada vez mais alimentos para o Brasil e o mundo. E, com políticas públicas corretas de apoio ao produtor, os resultados no campo são safras recordes. 

Seguro

Em 2019, 100% do orçamento do Programa de Seguro Rural foi executado: R$ 440 milhões para apoiar o produtor na hora de contratar um seguro, o que não ocorria desde 2013. Foram 95 mil apólices e 6,9 milhões de hectares protegidos. No Garantia-Safra, outro programa, quase 600 mil produtores, de 614 municípios, que  perderam a lavoura por causa da seca ou de enchentes receberam o benefício. E o Zoneamento Agrícola de Risco Climático, que indica o melhor momento para semear, plantar e colher, vai ser ampliado. Um convênio da Embrapa e do Banco Central prevê investimento de R$ 28,5 milhões no mapeamento de mais de 20 culturas.

Regularização de Águas da União

A exploração para a piscicultura das águas da União, entre elas os reservatórios das hidrelétricas, está sendo regularizada pela Secretaria de Aquicultura e Pesca. Neste ano, foram lançados dois editais nos estados de São Paulo  e Goiás. Em São Paulo, a capacidade de produção das áreas licitadas é de 21.226 toneladas por ano e a estimativa de geração de empregos é de 225 postos de trabalho. Já em Goiás, a produção é estimada em 40.619 toneladas por ano e geração de aproximadamente 400 empregos diretos. Até o momento, 27 contratos foram assinados. A regularização abre acesso ao crédito e permite a ampliação dos investimentos em infraestrutura e insumos para produção de pescado.


Selo Arte 

A implantação do Selo Arte vem atender a um antigo desejo dos produtores artesanais de alimentos de origem animal, como queijos e embutidos. O primeiro passo foi o decreto presidencial regulamentando essa certificação, que permitirá a comercialização dos produtos em todo o país, aumentando a renda no campo e ofertando opções de alimentos de qualidade. Publicado regulamento para fabricação artesanal de derivados de leite. O selo permitirá a venda interestadual de produtos artesanais de origem animal, como queijos, mel e embutidos.