Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Serviços de meteorologia agrícola serão mais direcionados para atender ao setor

Notícias

Serviços de meteorologia agrícola serão mais direcionados para atender ao setor

Portaria 714

Medida publicada no Diário Oficial prevê uso da pesquisa aplicada para prover o campo de informações meteorológicas
publicado: 25/02/2019 19h00 última modificação: 25/02/2019 19h00

Para aperfeiçoar o fornecimento de informações que sejam mais direcionadas à meteorologia agrícola foi formado um Grupo de Trabalho com o objetivo de diagnosticar e propor novas formas de atuação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento nos serviços ao setor.

As informações meteorológicas e climatológicas são primordiais para o funcionamento do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR), Seguro da Agricultura Familiar (Seaf), Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro), Garantia Safra (GS) e Zoneamento Agrícola de Risco Climáticos (Zarc), que oferecem ao produtor a possibilidade de mitigar riscos das perdas decorrentes de fenômenos climáticos adversos.

O GT será formado por representantes da Secretaria de Política Agrícola (SPA), Instituto Nacional de Meterologia (Inmet), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Federação Nacional de Seguros Gerais, Federação Nacional das Empresas de Resseguros. A medida saiu publicada no Diário Oficial da União no último dia 21 de fevereiro.

De acordo com o diretor do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Francisco de Assis Diniz, “os serviços de meteorologia agrícola também contribuem para induzir ao uso de tecnologias adequadas aso empreendimentos rurais, com a finalidade de maximizar a produtividade e reduzir perdas por adversidades climáticas, contribuindo com a estabilidade da renda”.

O detalhamento e divulgação das informações da meteorologia agrícola, de forma que se tornem mais focados nas necessidades do setor produtivo, são relevantes para a política agrícola.

O monitoramento, análise e previsão do tempo e clima serão utilizados na pesquisa aplicada para prover informações adequadas em situações climáticas adversas que afetam, limitam ou interferem nas atividades.
O GT, coordenado pela SPA e pelo Inmet, terá prazo de 75 dias para apresentar proposta.

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
Inez de Podestà
imprensa@agricultura.gov.br