Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Primeira feira internacional do vinho ocorrerá em setembro

Notícias

Primeira feira internacional do vinho ocorrerá em setembro

Produção nacional

Objetivo é promover a produção de vinhos, espumantes e o suco de uva nacional
publicado: 26/07/2018 18h57 última modificação: 26/07/2018 18h57
Convite da entidade foi feito ao ministro interino do Mapa

Convite da entidade foi feito ao ministro interino do Mapa

O ministro interino da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eumar Novacki, recebeu hoje (26), na sede do ministério, o presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Oscar Ló, e o diretor de Relações Institucionais da entidade, Carlos Paviani, que estão em Brasília para promover a primeira edição da Feira Internacional do Vinho, feira que ocorrerá em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, entre os dias 26 e 29 de setembro próximo.

O objetivo da feira, que terá a sua primeira edição neste ano, é a de promover a produção de vinhos, espumantes e o suco de uva nacional. Embora tenha o objetivo de comercialização e divulgação desses produtos, o enoturismo também está na agenda da Ibravin, disse o seu presidente. Segundo Ló, não existe uma grande feira do setor na América do Sul e a intenção da entidade é a de transformar o evento em um grande encontro entre produtores e aficionados da bebida. As feiras mais importantes do mundo do setor estão na Europa, que é o maior produtor e consumidor mundial de vinhos e espumantes.

Mesmo não tendo grande expressão como consumidor de vinhos - o Brasil ocupa a 16ª posição internacional como produtor de uvas para a produção de vinhos e espumantes, 26ª na elaboração de vinhos e espumantes e 18ª em área cultivada - o país registrou um salto de 169% em sua produção no ano passado, chegando a 3,4 milhões de hectolitros, segundo dados da Organização Internacional de Vinha e do Vinho (OIV).

O consumo do brasileiro ainda é pequeno, quando comparado a outros países com mais tradição no consumo da bebida. A população consome em média 1,8 litro per capita ao ano, enquanto os líderes portugueses consumiram 54 litros/ano, os franceses 51,8 litros/ano e os italianos 41,5 litros/ano, em 2017, segundo a OIV.

O Rio Grande do Sul é o maior produtor brasileiro de uvas para a produção de vinhos, espumantes e sucos de uvas. Os gaúchos respondem por cerca de 90% da produção brasileira de uvas para a produção de vinhos e espumantes que estão concentrados na Serra Gaúcha. No país, 12 estados produzem uvas para fazer as bebidas.

Mais informações à Imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br