Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Novacki visita duas unidades da Embrapa no interior de São Paulo

Notícias

Novacki visita duas unidades da Embrapa no interior de São Paulo

Pesquisa

Áreas voltadas para meio ambiente e tecnologia contribuem para o avanço da agricultura
publicado: 03/10/2018 10h01 última modificação: 29/10/2018 16h33
Eumar Novacki e equipe durante reunião na Embrapa

Eumar Novacki e equipe durante reunião na Embrapa

 O secretário executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Eumar Novacki, esteve nesta terça-feira, 2, no estado de São Paulo, onde visitou a Embrapa Informática Agropecuária, em Campinas, e a Embrapa Meio Ambiente, que tem sua sede em Jaguariúna, no interior paulista.

Em Jaguariúna, participou de reunião técnica em que foram apresentadas pesquisas e soluções desenvolvidas na área de tecnologia da informação e comunicação (TIC) aplicada à agricultura. A chefe-geral da Embrapa Informática Agropecuária, Silvia Massruhá, e a equipe técnica do centro de pesquisa da Embrapa, demonstraram tecnologias baseadas em inteligência artificial e visão computacional usadas para a identificação de doenças em plantas, classificação de grãos, detecção automática de frutos e estimativa da biomassa em pastagens.

Também foram apresentados o Zoneamento Agrícola de Risco Climático, tecnologias associadas à avaliação e gestão de riscos agropecuários e a plataforma WebAgritec, sistema de suporte à tomada de decisão utilizado por empresas estaduais de assistência técnica e extensão rural para apoiar em diferentes etapas do planejamento e condução de cultivos agrícolas.

Durante a reunião, foram apresentados ainda o sistema SATVeg, que permite a observação de séries temporais de índices de vegetação por meio de imagens de satélite, oferecendo apoio a atividades de monitoramento agrícola e ambiental em todo o território brasileiro, e o WebGIS desenvolvido pelo projeto TerraClass, com informações sobre a dinâmica do uso e cobertura da terra na região da Amazônica Legal.

O diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa) do Mapa, Alexandre Pontes, conheceu o potencial desenvolvimento de ferramentas para otimizar a fiscalização por meio de novas tecnologias desenvolvidas pela unidade da Embrapa.

O secretário visitou ainda os laboratórios de automação e o data center da Embrapa Informática Agropecuária. A reunião contou com a participação da diretora executiva de Gestão Institucional da Embrapa, Lúcia Gatto.

Embrapa Meio Ambiente

E esteve na Embrapa Meio Ambiente, em Jaguariúna, onde foi recebido pelo chefe geral, Marcelo Morandi, além de representantes da pesquisa.  Conheceu as rotas de pesquisa na geração de produtos e serviços e como aproximar esses ativos junto à iniciativa privada.

Morandi apresentou a Agenda de Prioridades em Mudanças Climáticas e Agricultura Recursos naturais e Sustentabilidade de sistemas produtivos, Avaliação de impacto e gestão ambiental na agricultura, Bioprospecção e biotecnologia ambiental.

Também apresentou os destaques da pesquisa da Unidade, como a Produção Integrada de Morango (PIMo), processo que oferece alternativas ao sistema convencional de produção com o objetivo principal de racionalizar o uso de agrotóxicos, estimular o equilíbrio do ecossistema e manter a qualidade e a segurança dos produtos, as patentes do Sistema de Pulverização Eletrostática, método de pulverização, que aumenta em até 70% a eficiência da aplicação de agrotóxicos, reduzindo custo dos tratamentos fitossanitários e diminui o impacto ambiental negativo. Além do aplicativo AgroTag para dispositivos Android, e a Plataforma WebGis, usado na qualificação de integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF).

O aplicativo permite ao usuário acessar em campo as informações cadastradas pelo setor rural do país e disponibilizadas pelo Serviço Florestal Brasileiro.

Ainda foram apresentados à comitiva do Mapa, outras ações desenvolvidas na Unidade, prospecção de bioagentes para agricultura e uso farmacológico, o Manejo Integrado de Pragas, controle biológico, controle de pragas Quarentenárias, agrofloresta e agroecologia, novos compostos da biodiversidade, e o Agricultura de Baixo Carbono, dentre outras, como a RenovaCalc, calculadora de C do RenovaBio e o sistema Agridimensões, para gestão ambiental de propriedades rurais.

Mais informações à imprensa
Coordenação geral de Comunicação
imprensa@agricultura.gov.br