Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Kits de irrigação são entregues para 22 municípios

Notícias

Kits de irrigação são entregues para 22 municípios

Pequenos produtores

Portaria publicada nesta sexta-feira traz novas regras sobre o programa, que deve contemplar 1,5 milhão de hectares até 2019
publicado: 27/04/2018 18h11 última modificação: 27/04/2018 18h52
Entrega contemplou produtores de 22 municípios do estado

Entrega contemplou produtores de 22 municípios do estado

O secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eumar Novacki, distribuiu nesta sexta feira (27) 895 Kits de irrigação para 22 municípios do Mato Grosso. A solenidade de entrega foi realizada na sede da Superintendência Federal de Agricultura (SFA), em Cuiabá. Entre os contemplados estão Água Boa, Nova Xavantina, Barra do Garça e General Carneiro. De acordo com Novacki, “o programa do Mapa já demostrou ser vitorioso, com pouco investimento que os kits demandam, proporcionando a pequenos e médios produtores maior rentabilidade e acesso ao mercado consumidor”.

Com tecnologia israelense, o sistema de irrigação por gotejamento permite economizar até 60% de água em relação aos equipamentos tradicionais, além de preservar mais o solo e melhorar a produção. “Queremos chegar ao fim do ano com cerca de 5 mil kits entregues na região Centro-Oeste”, adiantou o secretário.

Meta de irrigar 1,5 milhão de ha

Foi publicada nesta sexta-feira a Portaria nº 603, que trata do Plano Nacional de Agricultura Irrigada no país. De acordo com Pedro Neto, diretor do Departamento de Desenvolvimento das Cadeias produtivas e Produção Sustentável do Mapa, as regras previstas na portaria “institucionalizam o Mapa como órgão responsável por estabelecer as diretrizes dos convênios com municípios e produtores beneficiados com os Kits. Além disso, permite a aquisição direta e estabelece os critérios de distribuição dos equipamentos”.

Pedro Neto explica que o objetivo previsto no Plano Plurianual 2016/2019 é de implementar 1,5 milhão de hectares de cultivos sob irrigação. “No aspecto administrativo, a nova portaria traz a harmonização de procedimentos para formalização de parcerias entre o ministério e entes públicos das esferas estadual e municipal”, explicou.

Entre os requisitos para os produtores serem beneficiados estão a existência de solos aptos para o desenvolvimento de culturas sob irrigação, além disso, ele precisa estar adequado aos dispositivos do Código Florestal e ainda há necessidade de disponibilidade de recursos hídricos sem o risco de conflitos com outros usos prioritários desse recurso.

União Europeia

Em entrevista no final do evento em Cuiabá, o secretário-executivo do Mapa, ao ser questionado sobre embargos da União Europeia à exportação de aves brasileiras, adiantou que além das tratativas para um contencioso na Organização Mundial do Comércio (OMC), cujo início já foi aprovado na Camex, serão enviadas missões para fazer inspeções no sistema europeu “para ver se, de fato, eles adotam os mesmos procedimentos daqui. A partir de agora, nós vamos exigir, levar à risca o princípio da reciprocidade”.


Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br