Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ministério recebe pauta de reivindicações da Contag para a próxima safra

Notícias

Ministério recebe pauta de reivindicações da Contag para a próxima safra

Trabalhadores rurais

Entidade pede R$ 35 bilhões para o Pronaf em 2019/2020 e ministra diz que valores ainda estão sendo negociados
publicado: 28/02/2019 16h37 última modificação: 28/02/2019 19h09
Ministra juntamente com o secretário de Agricultura familiar recebe reivindicações da Contag

Ministra juntamente com o secretário de Agricultura familiar recebe reivindicações da Contag

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e o secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Mapa, Fernando Schwanke, receberam nesta quinta-feira (28) pauta de reivindicações da Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agriculturas Familiares) para o Plano Safra 2019/2020. Representantes da entidade reivindicam que a verba destinada ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) suba dos cerca de R$ 31 bilhões da atual safra para R$ 35 bilhões, garantindo R$ 5,2 bilhões para equalização no Pronaf Crédito. Dos R$ 35 bilhões, a Contag sugere R$ 16 bilhões para custeio, R$ 16 bilhões para investimento e R$ 3 bilhões para habitação rural.

Tereza Cristina recebeu a pauta de reivindicações das mãos do presidente da Contag, Aristides Veras dos Santos, e disse que está começando agora as negociações sobre os valores que serão destinados ao crédito rural na próxima safra. A ministra foi à reunião acompanhada do vice-presidente de Agronegócios do Banco do Brasil, Ivandré Montiel, que afirmou que o banco está à disposição dos agricultores familiares. A carteira de crédito do BB para pequenos produtores está na casa de quase R$ 40 bilhões, o que mostra a importância que a instituição dá a esse setor da economia, observou. “O lugar do agricultor familiar é no Banco do Brasil”, disse Ivandré.

O secretário Schwanke disse que o ministério vai analisar a pauta da Contag e que, em março, haverá nova reunião com a entidade para discutir cada item da pauta de reivindicações. “A reunião inaugurou uma rodada de conversas e negociações para o Plano Safra 2019/2020. É uma determinação da ministra Tereza Cristina iniciar o diálogo e receber planos e pleitos de cada entidade para que o Ministério possa analisar e fazer o melhor Plano Safra possível, alinhado com as demandas da produção e que realmente atenda a agricultura familiar no Brasil”, comentou.

Também está entre as reivindicações da Contag a consolidação da Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural, garantindo a universalização da Ater nos próximos cinco anos, e a implantação de uma política de convivência com o semiárido. A entidade também pede a recriação de uma coordenação para as mulheres rurais na secretaria do ministério, com o objetivo de destinar recursos específicos para elas, e um reforço na participação da juventude rural na produção orgânica.  

 

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br