Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ministério economiza 42% em compras no ano

Notícias

Ministério economiza 42% em compras no ano

Gestão

Com o recurso poupado foi possível comprar camionetes para uso da defesa agropecuária nos estados e serão substituídos elevadores do edifício sede
publicado: 14/12/2018 16h58 última modificação: 14/12/2018 18h07
Exibir carrossel de imagens Camionetes serão destinadas às superintendências federais da agricultura

Camionetes serão destinadas às superintendências federais da agricultura

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) economizou 42% das despesas correntes ao ano em relação à gestão anterior, segundo dados da Coordenação-Geral de Logística do ministério, perfazendo um total de R$ 20,5 milhões em economia de recursos. Com a economia, o Mapa adquiriu 55 camionetes do tipo picape, com tração 4x4, para ações de defesa agropecuária, como serviços de inspeção e fiscalização sanitária. Os veículos são destinados às superintendências de 21 unidades da federação, ao custo total de R$ 6 milhões, R$ 109 mil por unidade.

A economia média na atual gestão se deu principalmente em itens como serviços de manutenção predial, transportes, telefonia, copeiragem e recepção, reduzindo de R$ 49,6 milhões para R$ 28,6 milhões os gastos anuais na sede do ministério.

O ministro Blairo Maggi destacou a importância da gestão de recursos do Mapa que permitiu investimentos, como a compra de caminhonetes para serviços desenvolvidos pela pasta. “A gestão foi um dos três pontos de destaque da nossa administração à frente do ministério”.

O secretário executivo do Mapa, Eumar Novacki, destacou a economia e a eficiência da gestão. “Tivemos uma execução financeira sempre acima de 99% e reduzimos drasticamente os restos a pagar, desonerando as gestões futuras”.

Segundo o Coordenador-Geral de Logística do Mapa, Sérgio Coneza, além dos veículos, parte dos recursos economizados servirão para a substituição completa de oito elevadores do prédio da sede do ministério que estão operando desde a inauguração do edifício, há mais de 40 anos, e que dispensarão um investimento de R$ 5,3 milhões. O restante dos recursos será usado em gastos prioritários do ministério.


Mais informações à Imprensa
Coordenação Geral de Imprensa
imprensa@agricultura.gov.br