Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Medidas de combate à corrupção deverão ser sugeridas por Maggi a ministros de países vizinhos

Notícias

Medidas de combate à corrupção deverão ser sugeridas por Maggi a ministros de países vizinhos

Compliance

Informação foi dada pelo secretário-executivo do Mapa em encontro da Associação Latino-americana de Avicultura
publicado: 02/08/2017 18h37 última modificação: 02/08/2017 18h37
Temos condições de avançar também no que diz respeito ao meio ambiente e à responsabilidade social, disse Novacki

Temos condições de avançar também no que diz respeito ao meio ambiente e à responsabilidade social, disse Novacki

Em encontro com integrantes da regional sul da Associação Latino-americana de Avicultura (ALA), Eumar Novacki, secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, disse que o ministro Blairo Maggi deverá sugerir a ministros da Agricultura da região que deem especial atenção a regras de compliance. “É uma inciativa importante, realizar um grande pacto entre os países, no momento em que nos esforçamos para concretizar o comércio entre o Mercosul e a União Europeia”, argumentou.

A reunião da ALA aconteceu em São Paulo, nesta quarta-feira (2), na sede da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) com presidentes de entidades do setor da Bolívia, Chile, Paraguai, Argentina, Equador, Peru e Uruguai. “Temos condições de avançar em conjunto, não apenas em questões de controle, de combate à corrupção, como também naquelas que dizem respeito ao meio ambiente e à responsabilidade social, incluindo regras trabalhistas”, disse Novacki.

O secretário destacou que “não há caminho dissociado da inciativa privada” e que “empresas que não tiverem preocupação com conformidade não terão mercado no futuro”. Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA, considerou a oportunidade “valiosa para integração de players do setor produtivo em torno de questões que impactam todos os países, como sanidade e barreiras comerciais”,.

Temas técnico-sanitários e de mercados, como barreiras não-tarifárias no comércio internacional e o papel da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) no controle e prevenção da Influenza Aviária e Newcastle, além da resistência antimicrobiana também foram tratados.

Novacki estava acompanhado do diretor de Saúde Animal do ministério, Guilherme Figueiredo Marques, que também preside a Comissão Regional da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) para as Américas e do representante da Secretaria de Relações Internacionais do ministério (Mapa), Leandro Feijó.

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br