Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Mapa discute plano de apoio à cadeia produtiva do açaí do Pará

Notícias

Mapa discute plano de apoio à cadeia produtiva do açaí do Pará

Desenvolvimento regional

Atualmente, cerca de 12.804 produtores dependem do cultivo do açaizeiro no estado
publicado: 27/01/2017 17h02 última modificação: 30/01/2017 14h20

A Secretaria de Mobilidade Social, do Produtor Rural e do Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realizou nesta sexta-feira (27) reunião para debater a melhoria da cadeia produtiva do açaí no Pará. O Mapa quer apoiar os produtores da fruta com assistência técnica rural, mudas e sementes e implementação de boas práticas agropecuárias, entre outras ações.

Em duas semanas, deverá haver novo encontro do Mapa com os demais parceiros que vão cooperar no projeto e os integrantes da cadeia do açaí paraense para analisar as vulnerabilidades e o plano de ação destinado a reduzir os problemas enfrentados pelo setor.

De acordo com levantamento apresentado na reunião, as principais dificuldades dos produtores de açaí são a carência de assistência técnica, a falta de crédito rural, a contaminação do produto pelo barbeiro (Doença de Chagas) nos açaizeiros, a sazonalidade da produção e o baixo grau de associativismo (cooperativas).

Isso, segundo o secretário interino de Mobilidade Social, Pedro Neto, requer maior incentivo aos produtores da região para se unirem em associações e viabilizar a produção e comercialização.

Hoje, cerca de 12.804 produtores dependem do cultivo do açaizeiro no Pará. Em 2014, foram vendidas 795 mil toneladas da fruta. Em 2015, a comercialização aumentou 73%. A atividade movimenta mais de R$ 3 bilhões ao ano.

Os maiores importadores do produto brasileiro são os Estados Unidos e o Japão. Em 2015, foram embarcadas 8 mil toneladas de açaí para esses mercados, com receita de R$ 93 milhões.

Além de técnicos do Mapa, participaram da reunião representantes do Ministério da Integração Nacional, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e da Organização dos Estados Íbero-americanos (OEI).


Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
Janete Lima
imprensa@agricultura.gov.br
 

registrado em: , , , ,