Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Mapa declara emergência fitossanitária para combate de praga em Mato Grosso do Sul

Notícias

Mapa declara emergência fitossanitária para combate de praga em Mato Grosso do Sul

Sanidade

Com essa medida agricultores do estado poderão importar benzoato de emamectina
publicado: 03/02/2017 14h29 última modificação: 06/02/2017 12h04

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) declarou por um ano, a partir dessa quinta-feira (2), estado de emergência fitossanitária relativo ao risco de surto da Helicoverpa armigera (lagarta) em Mato Grosso do Sul, para implementação do plano de supressão da praga e adoção de medidas urgentes. Com isso, os agricultores do estado poderão importar benzoato de emamectina para usar em suas lavouras, a fim de combater a lagarta. A importação, entretanto, deve ser precedida de autorização da SDA e, o uso, ser controlado pelo IAGRO (Departamento de Inspeção e Defesa Agropecuária do Mato Grosso do Sul). 

Entre as medidas de emergência, estão o uso de cultivares que reduzam ou eliminem as populações da praga; determinação de épocas adequadas de plantio e restrição de plantios posteriores; vazio sanitário para deixar a terra sem cultivo, uso de controle biológico; utilização de controle químico; uso de armadilhas, iscas ou outros métodos de controle físico; determinação da adoção do manejo integrado de pragas emergencial; disseminação de agentes de controle biológico nas áreas afetadas; e práticas culturais, como rotação de culturas, adoção de áreas de refúgio, destruição de restos culturais e plantas voluntárias.

A praga atinge as lavouras de soja, algodão e milho, entre outras culturas. Hoje, estão com emergências fitossanitárias declaradas, em função da Helicoverpa armigera, os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, da Bahia, do Maranhão e Piauí.

A medida foi publicada na edição dessa quinta-feira no Diário Oficial da União.

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br