Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Lista de espécies vegetais está em consulta pública até 10 de janeiro

Notícias

Lista de espécies vegetais está em consulta pública até 10 de janeiro

Plantas ornamentais

Fazem parte da relação orquídeas, cactus, begônias e palmeiras, a maioria originária de outros países
publicado: 03/01/2020 09h53 última modificação: 03/01/2020 09h53
Claudio Norões/Embrapa Mudas de cactus

Mudas de cactus

Cerca de 1,5 mil plantas ornamentais introduzidas no território nacional integram a lista de referência de espécies vegetais que está em consulta pública até o próximo dia 10 de janeiro. A responsabilidade pela elaboração, publicação e revisão periódica dessa lista é do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), na forma prevista no artigo 113 do Decreto 8.772/2016, que regulamenta a Lei nº 13.123, de 20 de maio de 2015.

Fazem parte dessa listagem plantas como orquídeas, cactus, begônias e palmeiras comuns em diversos estados, mas em sua maioria originárias de outros países. De acordo com Marcio Mazzaro, Coordenador-geral de Novos Insumos e Serviços da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, a atualização da relação das espécies – vegetais ou animais - é importante para as atividades de pesquisa e desenvolvimento tecnológico realizadas com espécies exóticas - que não são nativas do Brasil e não estão sujeitas ao cadastro criado pela Lei da Biodiversidade (Lei nº 13.123, de 2015).

“Dessa maneira, os pesquisadores que desenvolvem seus trabalhos com a biodiversidade nacional têm a certeza de que não estão descumprindo a lei (nº 13.123)”, comenta. Essa legislação dispõe sobre o acesso ao patrimônio genético, sobre a proteção e o acesso ao conhecimento tradicional associado e sobre a repartição de benefícios para conservação e uso sustentável da biodiversidade.

O coordenador observa que o ministério tem trabalhado na ampliação dessa relação de vegetais bem como de espécies animais e aquáticas. “A realização desse trabalho é de vital importância para a pesquisa e exploração econômica nas cadeias agrícolas, pois gera clareza aos conceitos desse regulamento, bem como proporciona uma maior segurança jurídica para a agricultura”.

A consulta pública possibilita a participação da sociedade no processo regulatório, permitindo a discussão do tema com os interessados e a elaboração de atos normativos de forma democrática e transparente.

A relação com a lista de plantas ornamentais utilizadas nas atividades agrícolas que foram introduzidas no território nacional pode ser consultada na Portaria nº 98, de 20 novembro de 2019.

 Informações à Imprensa

imprensa@agricultura.gov.br