Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Instituto Fórum do Futuro apresenta projetos de desenvolvimento sustentável para a agricultura

Notícias

Instituto Fórum do Futuro apresenta projetos de desenvolvimento sustentável para a agricultura

Ministra Tereza Cristina disse que o Mapa poderá atuar em parceria no desenvolvimento do projeto Biomas Tropicais
publicado: 11/02/2020 18h53 última modificação: 11/02/2020 18h53
Carlos Silva/Mapa

Em reunião no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), nesta terça-feira (11) o Instituto Fórum do Futuro apresentou à ministra Tereza Cristina o andamento de projetos de desenvolvimento sustentável para a agropecuária tropical. O Fórum do Futuro reúne entidades públicas e privadas para debater e formular propostas de desenvolvimento sustentável, com foco na produção de alimentos e na bioenergia. 

A ministra disse que o Mapa poderá atuar em parceria com o Fórum do Futuro no desenvolvimento do projeto Biomas Tropicais. "Daqui nós podemos tirar coisas muito importantes para imagem do Brasil e mesmo para o desenvolvimento da nossa agricultura sustentável. Todos nós sabemos que temos (agricultura sustentável), mas temos de mostrar isso de forma melhor", afirmou Tereza Cristina. 

O projeto Biomas Tropicais desenvolvido pelo Fórum do Futuro, através da Rede do Conhecimento da Bioeconomia Sustentável, visa identificar os limites sustentáveis de uso dos recursos naturais. Atualmente, desenvolve o polo de Rio Verde (GO) e está mapeando os polos da Amazônia e do Semiárido, mas vai eleger outros polos nos biomas brasileiros. 

O presidente do Fórum do Futuro, Alysson Paolinelli, destacou a importância do trabalho conjunto para o avanço do setor agropecuário brasileiro. "A agricultura tropical é a mais competitiva, a mais sustentável e a mais viável. Este país está cuidando da responsabilidade que tem na segurança alimentar", argumentou. 

Também participaram da reunião os secretários de Política Agrícola, Eduardo Sampaio, e de Defesa Agropecuária, José Guilherme Leal, além de representantes da Universidade Federal de Lavras, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade Federal de Viçosa, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura.

Informações à Imprensa
imprensa@agricultura.gov.br