Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Em Petrolina, Novacki destaca importância de impulsionar ainda mais o desenvolvimento regional

Notícias

Em Petrolina, Novacki destaca importância de impulsionar ainda mais o desenvolvimento regional

Pernambuco

Ministro interino anuncia repasses para matadouro municipal, compra de patrulha agrícola mecanizada e liberação 2 mil toneladas de milho
publicado: 13/06/2017 17h05 última modificação: 13/06/2017 17h05

O ministro interino da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eumar Novacki, anunciou nesta terça-feira (13) repasses à prefeitura de Petrolina (PE) destinados à modernização do matadouro municipal e à compra de patrulha agrícola mecanizada. Durante a visita ao município pernambucano, ele também liberou 2 mil toneladas de milho que serão comercializadas por meio do Programa de Venda em Balcão, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O cereal será vendido a pequenos produtores de Petrolina e cidades vizinhas por R$ 33 a saca de 60 quilos.

“Trouxemos para cá o milho. De imediato, são 2 mil toneladas, mas chegarão 8 mil toneladas até o final do ano”, disse Novacki. O cereal foi removido de Mato Grosso para Petrolina pela Conab e será vendido em uma unidade instalada pela estatal no porto de Petrolina.  O prefeito Miguel Coelho acrescentou que a oferta do produto contribuirá para que os produtores de Petrolina e região mantenham suas criações de bovinos, caprinos, ovinos, suínos e aves.

Novacki também destacou que Mapa tem como uma de suas prioridades impulsionar ainda mais o desenvolvimento regional. Segundo ele, tanto a remoção do milho para região como a modernização do matadouro municipal e a compra da patrulha agrícola mecanizada fazem parte da estratégia de fortalecer as economias regionais.   “Temos que fomentar o crescimento do setor agrícola brasileiro. E não há como crescermos sem investir nos pequenos e nos médios produtores.”

Os repasses anunciadas para a revitalização do matadouro municipal de Petrolina e a aquisição da patrulha agrícola mecanizada passam de R$ 2,1 milhões.

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br