Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Em encontro em Campina Grande, Maggi reforça apoio aos agricultores nordestinos

Notícias

Em encontro em Campina Grande, Maggi reforça apoio aos agricultores nordestinos

Paraíba

Ministro destaca importância do setor para a ampliação do mercado global e o desenvolvimento regional
publicado: 29/06/2017 18h26 última modificação: 29/06/2017 18h26
É preciso ouvir os agricultores para desenvolver políticas públicas eficientes, disse Maggi

É preciso ouvir os agricultores para desenvolver políticas públicas eficientes, disse Maggi

O ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) destacou nesta quinta-feira (29), em Campina Grande (PB), a importância de apoiar os agricultores e o agronegócio, setor que responde pela maior parte da balança comercial brasileira. “Vim aqui ouvir as reivindicações de vocês, porque a atividade agrícola tem dado sustentação ao Brasil”, disse ele, durante encontro com os produtores paraibanos. Segundo Maggi, a agricultura é uma atividade complexa, que envolve tanto as culturas destinadas à exportação quanto àquelas voltadas à subsistência e ao mercado local, mas que são fundamentais para o desenvolvimento regional.

De acordo com o ministro, o governo precisa ouvir os agricultores para desenvolver políticas públicas eficientes. “O Brasil é um grande produtor agrícola porque tem agricultores. Há lugares no mundo que têm potencial agrícola, mas não tem os agricultores. Então, preservar o agricultor é uma das funções do governo brasileiro. O agricultor vale muito pelo seu conhecimento e pela forma como arrisca o seu capital todos os anos”, enfatizou Maggi.

Maggi ressaltou ainda aos produtores nordestinos – região que há cinco anos sofre com a seca – que renegociação de dívidas agrícolas não é perdão. “Renegociação é simplesmente uma postergação, para que o produtor volte a produzir e ser efetivo para a sociedade.” A agricultura, acrescentou o ministro, é uma indústria a céu aberto, sujeita às adversidades climáticas. ““Isso faz com que o governo e a sociedade entendam a necessidade de socorrê-la.” Essa compreensão, completou, faz com que o Ministério da Agricultura se empenhe no encaminhamento das reivindicações do setor agrícola às áreas competentes no governo para atendê-las.

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br