Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Egito abre mercado para produtos lácteos brasileiros

Notícias

Egito abre mercado para produtos lácteos brasileiros

Oriente Médio

Anúncio foi feito na primeira etapa da missão do Ministério da Agricultura ao Oriente Médio
publicado: 14/09/2019 09h19 última modificação: 16/09/2019 08h35

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) anunciou neste sábado (14) a abertura do mercado egípcio para produtos lácteos brasileiros. Aguardada desde 2016, a entrada dos produtos do Brasil poderá atingir um mercado de 100 milhões de consumidores. 

“Essa é uma grande notícia que nós esperávamos. Foram muito rápidas as negociações e a partir do mês que vem o Brasil está pronto para exportar produtos lácteos para o Egito. Mais uma vitória de abertura de mercados do Brasil para os países árabes”, comemorou a ministra, que iniciou nesta semana uma missão para o Oriente Médio, em busca de fortalecer a parceria comercial e abertura de mercado para os produtos agropecuários brasileiros. 

As exportações de produtos lácteos do Brasil para o Egito estavam suspensas desde 2015 e, desde 2016 havia um pedido para que o Egito aprovasse o Certificado Sanitário Internacional, que é o primeiro pré-requisito para esse tipo de exportação. As negociações foram intensificadas há duas semanas. 

“Esse novo mercado é de 100 milhões de consumidores, além dos países vizinhos, pois o Egito tem vários acordos de livre comércio. Vamos ter como competidores os produtores da União Europeia e da Nova Zelândia, que já têm este mercado consolidado, mas de qualquer forma é uma oportunidade para o Brasil ganhar competitividade e ter um novo mercado para o seus produtos”, explicou o adido agrícola brasileiro no Egito, Cesar Teles. O potencial de negócios com a abertura é de cerca de US$ 8 bilhões em uma década. 

O Egito é o primeiro dos quatro países que serão visitados pela ministra Tereza Cristina na missão ao Oriente Médio. Até o dia 23 de setembro, a comitiva ainda passará pela Arábia Saudita, Kuwait e Emirados Árabes Unidos. 

Ouça a matéria da Rádio Mapa

* Texto alterado às 8h33 do dia 16/09/2019. O potencial de negócios com abertura é para uma década. 

Mais informações à imprensa
Coordenação-Geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br