Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Brasil pode integrar grupo de frutas da OCDE em 2018

Notícias

Brasil pode integrar grupo de frutas da OCDE em 2018

Comércio global

Ingresso deverá ampliar mercados à fruticultura brasileira. Instituição enviou missão ao país para avaliar processos de produção e exportação dos produtos
publicado: 18/07/2017 13h24 última modificação: 18/07/2017 13h24

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) poderá aprovar, em sua reunião anual, em dezembro deste ano, a entrada do Brasil no grupo de frutas a partir de 2018. A expectativa é do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (Dipov) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), após inspeção feita por uma missão da OCDE em Pernambuco, na semana passada. Até setembro, os inspetores da entidade vão enviar ao Brasil relatório com as conclusões sobre a fiscalização.

Entre os dias 10 e 14 de julho, uma equipe da Superintendência Federal de Agricultura de Pernambuco (SFA-PE) acompanhou os auditores Jose Brambila-Macias, secretário do Grupo de Frutas e Hortaliças da OCDE, e Ulrike Bickelmann, do Escritório Federal para Agricultura e Alimentação da Alemanha, na fiscalização do sistema brasileiro de produção e inspeção de frutas e hortaliças. Os europeus estiveram em áreas de embalagem e expedição de frutas em Petrolina e no Porto de Suape, além da Ceagesp, em São Paulo. 

A missão da OCDE faz parte do processo de adesão do Brasil à organização, responsável pela criação de normas para o reconhecimento internacional de frutas. Com esse reconhecimento, deverão ser ampliados os mercados aos produtos da fruticultura brasileira.

Antes de enviar os auditores ao Brasil, a OCDE encaminhou ao Mapa questionário com 85 perguntas sobre certificação de frutas e hortaliças brasileiras. As tratativas para a vinda da missão começaram em 2015.

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br