Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Agropecuária é uma das prioridades do Fórum Brasileiro de Mudança Climática

Notícias

Agropecuária é uma das prioridades do Fórum Brasileiro de Mudança Climática

Meio ambiente

Debates deverão reforçar importância do Plano ABC – Agricultura de Baixa Emissão de Carbono
publicado: 14/03/2017 16h14 última modificação: 14/03/2017 16h14

Uma câmara temática foi criada dentro do Fórum Brasileiro de Mudança Climática para discutir as contribuições da agricultura à agenda brasileira do clima.  A primeira reunião ocorreu nesta terça-feira (14), no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em Brasília.

“A mudança do clima é o maior desafio atual da humanidade e também uma oportunidade para o desenvolvimento sustentável”, destacou o ministro José Sarney Filho (Meio Ambiente). Já o assessor especial do Mapa João Campari lembrou a importância do Plano ABC – Agricultura de Baixa Emissão de Carbono para ajudar o Brasil a reduzir suas emissões de gases de efeito estufa.

De acordo com Sarney Filho, a câmara inicia um debate urgente e necessário sobre a mudança do clima e a economia sustentável. “Buscar soluções para o problema climático abre um leque de oportunidades que devemos aproveitar.  É um caminho que aponta para um novo projeto de desenvolvimento, cujo destino final é a criação de uma economia de baixo carbono a longo prazo, conciliando o crescimento econômico com a conservação e a valorização dos nossos ativos ambientais. Assim, promovemos o avanço sustentável do nosso país."

Uma das prioridades da Câmara Temática de Agropecuária, Florestas e Biodiversidade é debater e valorizar o Plano ABC, o mais importante instrumento de redução dos impactos ambientais do país. “Uma grande parte do patrimônio ambiental do Brasil se encontra em propriedades rurais sob a gestão de produtores de alimentos, fibras naturais e biocombustíveis", ressaltou Campari. "O ABC incentiva, por exemplo, a adoção de tecnologias de recuperação de áreas de pastagens degradadas, o plantio direto, a fixação biológica de nitrogênio e a integração lavoura-pecuária-floresta.  Este pacote de tecnologias, dentre outras, foi desenvolvido pela Embrapa e representa valor inestimável aos compromissos brasileiros na redução de emissões", acrescentou o assessor especial do Mapa.

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br