Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 22,5% dos municípios brasileiros têm produção orgânica

Notícias

22,5% dos municípios brasileiros têm produção orgânica

Segundo Coordenação de Agroecologia, atividade vem crescendo ano a ano no país

Sustentabilidade
publicado: 01/06/2016 17h03 última modificação: 25/01/2017 11h19

A produção orgânica é registrada em 22,5% dos municípios brasileiros. O número foi divulgado durante uma palestra, nesta quarta-feira (1°), na sede do ministério, em Brasília. O encontro faz parte da Semana dos Alimentos Orgânicos de 2016 e está sendo realizado em 25 estados e no Distrito Federal até o próximo dia 5.

Durante a palestra - aberta ao público e que contou com a participação de técnicos do Mapa-, o coordenador de Agroecologia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Rogério Dias, disse que a atividade vem crescendo no país. Em 2013, havia 6.700 unidades de produção orgânica. Hoje, o número chega a 14.449.

Para a organização da produção orgânica brasileira, Rogério lembrou que o ministério conta com as Comissões de Produção Orgânica (CPORgs) nas unidades da Federação. Essas comissões coordenam ações de fomento à agricultura orgânica; sugerem adequação das normas de produção e controle da qualidade; ajudam na fiscalização e propõem políticas públicas para o desenvolvimento do setor. Elas são formadas por 578 entidades públicas e privadas. “Com essa rede abrimos um espaço para dialogar e melhorar a participação social no mercado e o consumo de orgânicos”, disse Rogério. 


Horta orgânica no Mapa

Nesta quarta-feira, a Coordenação de Agroecologia do Mapa também organizou uma visita guiada na horta orgânica urbana do ministério, localizada no prédio anexo ao edifício-sede. São mais de 100 espécies de verduras, legumes, plantas medicinais e aromáticas, num espaço de 360 metros quadrados. Entre as espécies, taioba, cebolinha, salsa, babosa, erva-cidreira, alfazema e pimenta-de-macaco.

A visitantes foi acompanhada por servidores do Mapa. As chamadas “ervas daninhas”, como o caruru e o cravo-de-defunto, chamaram a atenção deles. Ao contrário do que o nome diz, essas plantas podem ser usadas na alimentação humana ou aproveitadas como cobertura do solo e adubo orgânico. A horta também é um exemplo de reciclagem. Alguns canteiros foram feitos com caixa de isopor e pneus.

No próximo domingo, em Brasília, haverá uma feira e degustação de produtos orgânicos. 

Assessoria de comunicação social
Cláudia Lafetá
claudia.lafeta@agricultura.gov.br