Viajar com animais de estimação para o exterior

MAPA moderniza sistema para emissão de Certificados Veterinários Internacionais - CVI

Para realizar viagens internacionais com cães e gatos, os passageiros precisam solicitar ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) a emissão do Certificado Veterinário Internacional (CVI), documento que comprova a boa condição sanitária do animal para ingressar em outro país. Atualmente, o passageiro precisa se deslocar com a documentação necessária a uma Unidade de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), localizadas em portos, aeroportos e postos de fronteira para solicitar o CVI. Em seguida, os Auditores Fiscais Federais Agropecuários analisam as informações e emitem o Certificado de acordo com as exigências sanitárias do país de destino.

Devido à grande demanda de viagens internacionais com animais de estimação – são emitidos mais de 10 mil CVIs por ano – a emissão do documento pode levar alguns dias e o responsável pelo animal precisa retornar em outra data ao aeroporto, porto ou posto de fronteira para retirar a via impressa do Certificado, o que gera muitos custos ao cidadão, especialmente àqueles residentes em municípios onde não há Unidade do Vigiagro. Apesar de o CVI ser gratuito, estima-se que o usuário gaste aproximadamente R$ 1.500,00 entre a busca de informações, vacinas e exames no animal, solicitação e entrega de documentos e finalmente a retirada do Certificado.

No entanto, em uma parceria entre o Mapa e o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão foi elaborado um sistema para emissão online do CVI através do Portal de Serviços do Governo Federal, disponível no endereço https://servicos.gov.br. Nesse sistema, o usuário poderá realizar praticamente todos os procedimentos de forma eletrônica e sem sair de casa. A solicitação do documento será realizada através do envio eletrônico (upload) do Atestado de Saúde, comprovante de vacina e demais dados necessários conforme o país de destino. Os servidores do Mapa irão auditar as informações e por meio de certificado digital assinarão eletronicamente o CVI. O cidadão receberá uma notificação por e-mail e poderá imprimir o documento para viajar, sem a necessidade de se deslocar às Unidades do Vigiagro.

Essa mudança resultará em economia de mais de 30% para o usuário e o Mapa reduzirá de 200 Auditores Fiscais Federais Agropecuários – Médicos Veterinários - distribuídos em cerca de 80 Unidades do Vigiagro para 30 servidores em 10 unidades especializadas. Ou seja, com os novos procedimentos haverá mais segurança e eficiência, simplificação do acesso ao serviço, diminuição do tempo e do custo do usuário, além de diminuição dos custos para o Governo Federal.

De início, os Certificados serão emitidos apenas nas viagens para os Estados Unidos, onde a Autoridade Veterinária Oficial poderá confirmar a autenticidade do documento através de um código verificador, mas em breve será ampliado para os países do Mercosul e da União Europeia, o que representa mais de 90% do trânsito internacional de cães e gatos.

Telefones e e-mails de atendimento nos dois principais aeroportos do Brasil:


Clique aqui para consultar os demais locais para emissão de CVI

Atenção: A emissão de CVI pela UTRA de Passo Fundo/RS está suspensa por tempo indetermidado.


Após agendar o atendimento, prepare a documentação (original e cópia), conforme os seguintes procedimentos:

1. Imprima e preencha o Requerimento para solicitar o Certificado Veterinário Internacional - CVI
Requerimento de Fiscalização para Animais de Companhia

2. Solicite ao Médico Veterinário particular a emissão do Atestado de Saúde, atendendo à validade e aos requisitos sanitários do país de destino.
- Modelo de Atestado de Saúde

3. Providencie a documentação adicional (ex: vacinas, tratamentos anti-parasitários, comprovante de microchip, sorologia de raiva, etc.), conforme as exigências específicas do país de destino.
Exigências Gerais e Documentação Básica para emissão de CVI (requisitos mínimos exigidos)

Exigências Específicas dos principais destinos

Apenas os requisitos informados oficialmente pelas autoridades sanitárias do país para onde se pretende viajar ou por meio de suas embaixadas têm validade para a emissão do CVI, uma vez que eles podem ter sido alterados sem aviso prévio. Portanto certifique-se dos requisitos sanitários de importação de animais junto ao órgão oficial no país de destino.

Programe-se para que o atendimento para solicitar o CVI ocorra entre 10 e 2 dias antes da data da viagem, de modo que imprevistos não impeçam seu animal de embarcar. Sugerimos contatar as unidades emissoras de CVI com, no mínimo, 30 dias de antecedência, uma vez que os atendimentos estão sujeitos a agendamento prévio.



Onde Emitir o Certificado Veterinário Internacional - CVI