Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Saúde Animal e Sanidade Vegetal > Saúde Animal > Programas de Saúde Animal > PNSA > PROGRAMA NACIONAL DE SANIDADE AVÍCOLA (PNSA)

PROGRAMA NACIONAL DE SANIDADE AVÍCOLA (PNSA)

publicado 06/01/2020 17h20, última modificação 07/01/2020 10h54

DIRETRIZES DO PROGRAMA

O Programa Nacional de Sanidade Avícola (PNSA), instituído no âmbito da Secretaria de Defesa Agropecuária pela Portaria nº 193, de 19 de setembro de 1994, estabelece normas e ações com os seguintes principais objetivos:

Prevenir e controlar as enfermidades de interesse em avicultura e saúde pública

Definir ações que possibilitem a certificação sanitária do plantel avícola nacional

Favorecer a elaboração de produtos avícolas saudáveis para o mercado interno e externo

A avicultura brasileira se traduziu em uma atividade de grande sucesso ao longo dos últimos anos, com imensa importância sócio econômica ao país. A utilização de sistemas de planejamento, associados a novas tecnologias, reflete-se no extraordinário crescimento desta atividade no Brasil, tornando-o o maior exportador de carne de frango do mundo, assim como o segundo maior produtor mundial.

Nesse sentido, o PNSA apresenta constante evolução, buscando em consonância com o Código Sanitário para Animais Terrestres, da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), e em harmonia com o setor produtivo, estabelecer as medidas de prevenção, controle e vigilância das principais doenças avícolas de impacto tanto em saúde pública como em saúde animal.

As principais doenças de controle oficial pelo PNSA são:

Influenza aviária – Exótica no Brasil (nunca identificada)

Doença de Newcastle – Últimas ocorrências em 2006 (aves de subsistência)

Salmoneloses - Salmonella Gallinarum, Salmonella Pullorum, Salmonella Enteritidis, Salmonella Typhimurium 

Micoplasmoses – Mycoplasma gallisepticum, Mycoplasma synoviae e Mycoplasma melleagridis (perus)