Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Aquicultura e Pesca > Infraestrutura

Infraestrutura

publicado 29/11/2016 10h15, última modificação 29/11/2016 10h34

As ações de Infraestrutura visam à implantação de infraestruturas de apoio à produção, movimentação, beneficiamento e armazenagem do pescado, assim como coordenar, gerir e orientar suas respectivas atividades.

Para cumprir os objetivos pretendidos, parcerias são promovidas com os demais órgãos do Poder Público nas três esferas de governo, mediante celebração de convênios ou acordos de cooperação com as esferas subnacionais, de modo a aperfeiçoar o planejamento, a elaboração de projetos, e a fiscalização dos diversos tipos de infraestrutura constituintes das cadeias produtivas da pesca e da aquicultura. 
A gestão desenvolvida pela SAP sobre a execução do conjunto de infraestruturas apoiadas pelo MAPA, por meio do criterioso trabalho das Superintendências, contribuiu para o planejamento, continuidade da implantação, aparelhamento e acompanhamento da operação, dentre outras infraestruturas, de:

• 20 (vinte) Terminais Pesqueiros Públicos, localizados em Porto Velho (RO), Manaus (AM), Santana (AP), Belém (PA), Bragança (PA), Camocim (CE), Beberibe (CE), Natal (RN), Cabedelo (PB), Recife (PE), Aracaju (SE), Salvador (BA), Ilhéus (BA); Vitória (ES), Campos dos Goytacazes (RJ); Niterói (RJ), Angra dos Reis (RJ), Santos (SP), Cananéia (SP) e Laguna (SC).

• 30 (trinta) Unidades de Beneficiamento de Pescado, localizadas em Rolim de Moura (RO), Iracema (RR), Caracaraí (RR), Macapá (AP), Belém (PA) – Outeiro, Jacundá (PA), Breu Branco (PA), Sta. Cruz de Cabrália (BA), Porto Nacional (TO), Bananeiras (PB), Sobradinho (BA), Luís Eduardo Magalhães (BA), Prado (BA), Cássia (MG), Três Fronteiras (SP), Anhembi (SP), Pinhalão (PR), Cornélio Procópio (PR), Guaira (PR), Antonina (PR), Icaraima (PR), Abelardo Luz (SC), Anchieta (SC), Presid. Castelo Branco (SC), Dois Irmãos do Buriti (MS), Primavera do Leste (MS), Dourados (MS), Seberi (RS). São Lourenço do Sul (RS) e Tapes (RS).

• 7 (sete) Unidades de Comercialização de Pescado, situadas em Rio Branco (AC), Bragança (PA), Abaetetuba (PA), Tarauacá (AC), Cascavel (CE), Maragojipe (BA), e na Ceasa/Brasília (DF).

• 10 (dez) Unidades de Recepção do Pescado, situadas em Itarema (CE), Icapuí (CE), Rio de Janeiro (RJ) – Tubiacanga, Ribeira e Parati (RJ), Paranaguá (PR), Biguaçu (SC), Imaruí (SC), Laguna (SC) e Imbé (RS).

• 1 (uma) Unidade de Conservação de Pescado em Sta. Vitória do Palmar (RS).

• 1 (um) estaleiro para embarcações pesqueiras localizado em Garopaba (SC).• 4 (quatro) dragagem /contenção de margens em Niterói (RJ), Tijucas (SC), Balneário Barra do Sul (SC) e São Lourenço do Sul (RS).

• 2 (duas) Estação de Piscicultura/ Unidade de Produção de Alevinos em Ilha Comprida (SP) e Chapecó (SC).

• 6 (seis) construções e reformas de estabelecimentos de ensino em pesca e aquicultura localizados em São Luís (MA), Fortaleza (CE), Extremoz (RN), Piúma (ES), Niterói (RJ) e Içara (SC).

registrado em: