Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Laboratórios > Influenza Aviária e Doença de Newcastle

Influenza Aviária e Doença de Newcastle

publicado 08/02/2017 11h29, última modificação 09/02/2017 15h17

Nos surtos de Influenza Aviária de alta patogenicidade ou Doença de Newcastle, na avicultura, o diagnóstico presuntivo inicia-se, geralmente, com um histórico de sintomas respiratórios, nervosos, digestivos e a alta mortalidade das aves.

O curso da doença com estas características deve ser considerado um alerta para a tomada imediata de medidas para o seu diagnóstico. Como pode ocorrer contaminação bacteriana das amostras, e as condições de acondicionamento e transporte do material coletado podem influenciar diretamente no tempo de diagnóstico em sua conclusão, este vídeo foi elaborado com o intuito de contribuir com os profissionais de campo e orientá-los na padronização dos procedimentos de necropsia, colheita, acondicionamento e transporte de amostras ao laboratório.

Na oportunidade, também são demonstrados de forma sucinta os procedimentos e os caminhos percorridos pelas amostras suspeitas de Influenza Aviária e de Doença de Newcastle, dentro do laboratório de diagnóstico.

Vídeo: Manual de Necropsia e colheita de amostras para Diagnóstico Laboratorial - Influenza Aviária e Doença de Newcastle

Português - Inglês - Espanhol