Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Cooperativismo > Linhas de atuação

Linhas de atuação

publicado 01/12/2016 15h31, última modificação 16/10/2018 09h16

1. InterAgro - Programa Nacional Permanente de Desenvolvimento da Agroindustrialização de Cooperativas

Estimular a organização das cadeias produtivas, apoiando a formalização de alianças para ampliar a participação das cooperativas nos processos de agroindustrialização e nos mercados. Aplicação de método para que grupos de cooperativas e empresas realizarem plano de negócios conjunto e formalizem contratualmente suas relações.

 

2. ProfiCoop - Programa de Profissionalização em Cooperativismo e Associativismo Rural

Promover a profissionalização da gestão de cooperativas e associações rurais por meio da capacitação de associados, dirigentes e colaboradores. Profissionalização da gestão interna das organizações e do desenvolvimento de redes de cooperação entre as entidades participantes da capacitação. O ProfiCoop tem os seguintes temas: desenvolvimento organizacional, modernização da administração cooperativa, gestão jurídica, gestão econômico-financeira, marketing e gestão estratégica.

 

3. AgroJovem Empreendedor

Estimular e ampliar o conhecimento, a participação e o protagonismo da juventude no cooperativismo e associativismo, por meio da informação, formação e capacitação, com vistas à melhoria nos processos de gestão e desenvolvimento do cooperativismo e do associativismo rural.

 

4. CooperGênero - Programa de Gênero e Cooperativismo

Objetiva incorporar o componente de equidade de Gênero nas funções empresariais cooperativistas, e também nos processos decisórios para a promoção da justiça social e dos direitos de todos os cidadãos, e ainda, oferece ferramentas de estímulo para implementação de amparo legal, com vistas a igualdade de oportunidades no meio rural.

 

5. CooperaAgro

Utiliza a cooperação para organizar a produção e melhorar a realidade do pequeno e médio agricultor por meio da capacitação técnica, gerencial e comercial especializada, contínua, coletiva e progressiva. O CooperaAgro é destinado a produtores rurais que aderirem voluntariamente ao Programa pelo período de três anos. Os objetivos do CooperaAgro são: contribuir para que o agricultor possa aumentar a renda, a produção, a produtividade e a qualidade de seus produtos de forma sustentável (econômica, ambiental e social), com o uso de boas práticas gerenciais e tecnológicas e por meio da a gestão econômica da propriedade; também visa incentivar a organização dos produtores rurais em associações e cooperativas para que eles possam comprar e vender melhor, obtendo uma fatia maior da riqueza gerada nas cadeias produtivas do agronegócio, contribuindo para a permanência das gerações futuras no campo.

 

6. PromoCoope - Programa de Promoção e Divulgação da Prática do Cooperativismo

Objetiva disponibilizar ao público em geral, informações sobre a importância do cooperativismo e do associativismo como instrumentos de organização, crescimento econômico, desenvolvimento e integração social. O processo consiste na produção e disponibilização de informações institucionais, técnicas e didáticas, objetivando atender as necessidades da população sobre as matérias cooperativismo e associativismo rural.

 

7. CoperInternacional

O Programa CoperInternacional é composto de várias ações para a área de cooperativismo, incluindo: a) dialogar e implementar Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), base para a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, sob escopo do cooperativismo e associativismo; b) acordos de cooperação internacional, realizados com diversas entidades de vários países ou instituições multilaterais; c) atividades de organização das cooperativas para a exportação, prestando orientações básicas e indicando caminhos a serem percorridos para a internacionalização das cooperativas, bem como, o acompanhamento de dirigentes de cooperativas em visitas de prospecção a países de potencial interesse comercial; d) promoção comercial das cooperativas brasileiras, divulgando as feiras internacionais e auxiliando a participação das cooperativas nestes eventos, com o objetivo de ampliar o acesso a novos mercados para os produtos do agronegócio brasileiro; e) divulgar as rodadas de investimentos que o MAPA realiza ou participa para as cooperativas buscarem espaço para apresentar aos investidores os seus projetos de captação de recursos estrangeiros; f) apoiar as missões de imagem do agronegócio brasileiro, sugerindo e fornecendo contatos de cooperativas que trabalhem as questões da produção com sustentabilidade econômica, ambiental e, principalmente, social, com a inclusão de pequenos agricultores; e g) atuação na Reunião Especializada de Cooperativas do Mercosul – RECM, sendo a instituição coordenadora da representação brasileira neste fórum.