É necessário utilizar um navegador com suporte a javascript para poder navegar em algumas funcionalidades do portal.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA 

Enter your user name and password to login.
User Name
Password

Página Inicial > Animal > Notícias > Noticia Aberta

Notícias


02/06/2016 16:01 Setor pesqueiro

Donos de embarcações recebem autorização temporária de pesca

Medida visa regularizar a situação de pescadores de crustáceos, como a lagosta, e algumas espécies de peixe

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) autorizou temporariamente a pesca de crustáceos, como a lagosta, e de algumas espécies peixe, que hoje estão o período permitido para a atividade. A licença temporária é de 120 dias e vai até 28 de setembro. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (02).

De acordo com a secretária substituta de pesca e Aquicultura, Aline Fagundes, a autorização temporária é necessária para que as licenças de renovação de pesca em atraso sejam entregues a todos os pescadores. Essa demora ocorreu por causa da extinção do Ministério da Pesca e sua fusão ao Mapa. Isto levou à redução de mais de 900 para apenas 45 funcionários na sede em Brasília e 54 nos estados.

De acordo com a secretária, esse contingente de servidores é insuficiente para atender às demandas do setor pesqueiro. Hoje, o Mapa tem 1,5 milhão de registros para embarcações, pescadores, armadores, aquicultores e indústria pesqueira.

Além da lagosta, a permissão temporária é válida para o camarão rosa, camarão sete barbas e os peixes piramutaba e pargo. As superintendências federais de agricultura dos estados devem divulgar a relação das embarcações autorizadas, em lugar de acesso ao público, e fornecer uma cópia da lista ao responsável pela embarcação.

No Brasil, 4370 embarcações estão cadastradas no Mapa para a pesca da lagosta. Desse total, 370 barcos, de maior porte (com 10 a 15 metros de comprimento), são obrigados a ter um rastreador por satélite como forma de monitoramento. Os dados são usados para o ordenamento pesqueiro no país.

No primeiro ano dessa exigência, entre 2014 e 2015, o pagamento do sinal do satélite era responsabilidade do governo federal. “A partir do segundo ano, a obrigação de manter o sinal de satélite passou a ser do dono da embarcação”, lembra a secretária.

Segundo Aline Fagundes, a empresa OnixSat Rastreamento de Veículos estão procurando os pescadores para a regularização do sinal de satélite. Caso a empresa não entre em contato, eles devem procurar a OnixSat.

Mais informações à imprensa:
Assessoria de comunicação social
Viviane Novaes
imprensa@agricultura.gov.br


Palavra chave: autorização pesca lagosta crustáceos rastreador satélite


Últimas Notícias

Missão internacional 19/01/2017 23:17 Blairo defende transição em eventual mudança de padrão de consumo de alimentos
Saúde animal 19/01/2017 12:02 Mapa alerta estados para necessidade de adotar ações de prevenção à gripe aviária
Agro+ 18/01/2017 14:46 Registro de produtos de origem animal é desburocratizado
Exposição 16/01/2017 12:15 Terminam no sábado inscrições para a feira de pescado de Bruxelas
Setor Pesqueiro 13/01/2017 15:13 Mapa concede Autorização Temporária de Pesca a embarcações e pescadores


Atendimento ao Agricultor 0800 704 1995

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
Esplanada dos Ministérios - Bloco D - Brasília/DF - CEP: 70.043-900 - Fone: (61)3218-2828